quarta-feira, 25 de junho de 2008

Modelo de Relatório de Erros


Alguns leitores do blog me pediram um modelo de relatório de erros (bugs), com isso estou disponibilizando um modelo que geralmente uso e que facilita bastante o entendimento do programador no momento de corrigir os bugs encontrados pelo testador.


Baixar Relatório de Bugs

9 comentários:

Anônimo disse...

Não consegui fazer o download Modelo de Relátorio de Erros.
O link está com falha.

Tem uma outra forma de consegui este modelo de relátorio?

Aguardo sua resposta!

Jussar

Anne Caroline Oliveira Rocha disse...

Neste dia o servidor estava desligado para manutenção, por isso o link não funcionou. Mas, hoje está funcionando normalmente. Tente novamente :)

Anônimo disse...

Muito bom seu artigo. Me ajudou bastante, a esclarecer algumas dúvidas.

Parabéns!

ricavalim disse...

Anne, tb não consegui baixar esse documento.
Poderia me informar um link?
Ricardo Valim

Anne Caroline disse...

Oi Ricardo,

Já atualizei este link também, agora está funcionando.

Anne Caroline

Karla Naiara disse...

Bom dia Anne, quero apenas te parabenizar por sua iniciativa de criar o blog! É uma grande ajuda!

Jack Zanza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jack Zanza disse...

Olá, em minha empresa trabalho realizando testes em aplicativos desktop.
As funcionalidades são solicitadas através de uma OS, e para cada OS aberta uma nova versão dos aplicativos são entregues.

Normalmente documento os testes para cada OS com os casos de testes para as funcionalidades. QUando tem muitas OS isso acaba sendo meio cansativo e improdutivo.

O que me recomenda?

Anne Caroline disse...

Olá Jack Zanza,

Realmente deve demandar muito tempo para criar roteiros de teste para cada OS.

Uma sugestão seria criar um conjunto de casos de teste genéricos em uma planilha, ou seja, casos de teste comuns, independente da funcionalidade específica da OS. Por exemplo, casos de testes genéricos para: campos numéricos, campos CPF, campos de Data, Valor limite dos campos, etc.

Você pode ver alguns exemplos nas minhas postagens de Casos de Teste Fundamentais I e Casos de Teste Fundamentais II

Então, quando chegar uma nova OS, você verificaria quais dos casos de teste genéricos podem ser utilizados naquela OS. Copiar cada um e colar no novo roteiro da OS. Lembrar de finalizar o roteiro com os casos de teste específicos da OS, que verificam se o sistema atende aos requisitos do cliente.

Anne Caroline